Ferramentas para acelerar o desenvolvimento front-end

Com tecnologias cada vez mais visuais, o desenvolvedor front-end precisa se reinventar para sempre entregar softwares com mais qualidade e velocidade. Para isso muitas tecnologias são lançadas a todo tempo, facilitando a vida dos programadores e acelerando o processo de programação.

Editores de texto

Talvez sejam a principal ferramenta de um programador.
Características como layout, funcionalidades, atalhos e até mesmo cores podem fazer a diferença na escolha. Outro detalhe importante é a linguagem de programação que será desenvolvida, muitos dos editores são otimizados e/ou feitos para determinada linguagem.

  • VSCode

Ou Visual Studio Code, é um editor desenvolvido pela Microsoft, multiplataforma, que pode ser instalado em Windows, Linux e MacOS.
Características: extensível, suporte nativo ao git, IntelliSense, depuração direta no editor.

  • Sublime Text

É um editor que busca simplicidade e facilidade em sua utilização. Multiplataforma, funciona em em Windows, Linux e MacOS.
Características: ampla comunidade, grande gama de plugins, coloração de sintaxe personalizável.

  • Atom

Desenvolvido pelo GitHub, é um editor de código open source multiplataforma.
Caraterísticas: ampla comunidade, suporte nativo ao git, instalador de pacotes integrado, interface simples.

Frameworks

Framework são conjuntos de códigos fonte genéricos agrupados, que facilitam a criação de algum sistema.
Eles podem facilitar o desenvolvimento de uma aplicação, tanto individualmente quanto coletivamente, uma vez que em alguns casos podem fragmentar o código fonte em pequenas partes melhorando o desempenho em equipe.

  • Bootstrap

O Bootstrap é uma biblioteca que visa facilitar o desenvolvimento web, com uma série de estilos e componentes. Ele traz uma padronização de layout, com um sistema de grid que é amplamente utilizável. O framework é tão grande, que vários outros frameworks derivados são criados a partir deles.

  • React

React é um framework Javascript do Facebook para construção de interfaces de usuário. Ele tem como premissa a componentização de blocos e páginas, assim dividindo as partes lógicas e responsabilidades de cada parte, isso tem grande impacto no trabalho em equipe pois cada programador pode focar em um componente diferente de forma mais individual, com menor dependência.

  • Angular

É um framework Javascript para construir páginas web dinâmicas. Ele fornece tecnologia para construir aplicativos para web baseados em uma única página dinâmica. Também permite ao desenvolvedor fazer uso da linguagem de marcação HTML para definir dados associados, validações, e response handlers para ações do usuário.

Ferramentas e plugins

  • Sass

Sass é um compilador CSS que permite escrever os estilos web de forma mais inteligente e rápida. Ele transforma o código escrito de forma hierárquica em CSS interpretado pelos navegadores. Também funciona modularizado e contém várias funções para facilitar a escrita.

  • Emmet

É uma extensão que facilita a digitação do código em diversos editores. Ele funciona como autocomplete e também possui diversas palavras chaves que aumentam a rapidez na escrita. Também é altamente customizável, possibilitando atalhos customizáveis.

  • ESLint

O Eslint funciona como uma forma scanner no código que procura por problemas e más práticas. Também é possível indentar o código, de forma que a aplicação toda use o mesmo padrão e regras. Ele é muito customizável, isso permite que as equipes definam suas próprias regras de codificação, e se os ajustes ocorrem de forma automática ou manual.

Como pode se notar, o desenvolvimento de software está crescendo cada vez mais. Programadores e empresas precisam buscar soluções que facilitem a codificação e interações entre a equipe. Muitas ferramentas estão nascendo e é preciso escolher com sabedoria.

Autor: Leandro Santos

Sem comentários

Deixe uma resposta