O consumo e desenvolvimento de serviços de cloud têm tornado cases de inovação cada vez mais presente no meio tecnológico. O Ibm Watson têm como objetivo salientar e prover serviços utilitários de cloud como API utilizando como viés, ferramentas cognitivas.

Bem como as demais plataformas que provém este tipo de serviço do mercado, o Ibm Watson promove facilidades de usabilidade quanto ao consumo de seus serviços.

ABORDAGENS DO IBM WATSON

Dentro das possibilidades de utilização do Whatson, podemos encontrar as seguintes ferramentas:

Natural language understanding (compreensão da linguagem natural):

Neste algoritmo disponibilizado, podemos extrair de um texto emoções, contextos, entidades e relações.

  • Personality Insights (Insights de personalidade) Identifica traços psicológicos de mídias tradicionais ou sociais que determinam decisões de compra, intenção e traços comportamentais; utilizado para melhorar as taxas de conversão.
  • Speech to Text (Fala em Texto) Utilizado para converter voz em texto.
  • Text to Speech (Texto para fala) Utilizado para converter texto em voz.
  • Visual Recognition (reconhecimento visual) extrai sentido de imagens. Aponta suas especificidades com base em uma fonte de cognição já ensinada. Salienta o sentido da imagem.
  • Watson Assistant (Assistente watson) ajuda na construção de uma interface de conversação. Utilizado geralmente em Chatboots.

Todas essas possibilidades de algoritmos e aplicabilidade estão disponíveis como serviço. Todas essas modalidades possuem categorias precificadas entregando mais funcionalidades conforme o plano de cobrança escolhido.

CONSUMINDO A API DO WATSON NA PRÁTICA

Como uma forma prática de disponibilizar os recursos da cloud da IBM, a empresa oferece duas maneiras de consumir seus algoritmos:

  • IBM Watson Studio: O IBM Watson Studio é uma maneira robusta e simples de desfrutar dos recursos da IBM Cloud. Com ele temos o poder de interagir com os recursos do Watson de uma maneira mais amigável sem contato com código. É possível também criar projetos e treinar modelos de dados para contemplar recursos de aprendizado de máquina.
Figura 1 – Exemplo de reconhecimento de imagem do IBM Watson

Consumo da API do Watson: Podemos também utilizar o Watson gerando uma chave de acesso para, juntamente com uma requisição HTTP, utilizar os recursos disponibilizados. Desta maneira, podemos ter um cenário de possibilidades mais abrangente e customizável. Para tal, neste artigo iremos utilizar uma biblioteca desenvolvida pela IBM na plataforma NodeJs.

UTILIZANDO API DO WATSON

Para fazer a utilização de qualquer recurso do watson programaticamente, como dito anteriormente, precisamos gerar uma chave de acesso do recurso que queremos utilizar. Vamos utilizar como exemplo o recurso de interpretação de linguagem natural. Essa chave pode ser gerada na página do recurso na ibm cloud.

Figura 2 – Exemplo de geração de credenciais

É possível fazer o download do arquivo de credenciais para respectiva utilização. Após esse processo, podemos criar um projeto node básico e instalar a biblioteca watson-developer-cloud. E com o seguinte exemplo de código, podemos realizar uma chamada simples para a API do Watson.

Figura 3 – Exemplo de chamada de API do Watson em NodeJs

Com esse simples exemplo, é possível extrair de um texto suas principais palavras. Esse e outros métodos de construção de um resultado cognitivo estão entre as principais funcionalidades do IBM Watson.

Autor: Cesar Lemos

Referências:

https://medium.com/cwi-software/ibm-watson-ii-desenvolvendo-uma-api-com-watson-assistant-node-js-5ea6212f293

https://medium.com/cwi-software/ibm-watson-i-watson-assistant-71532381de25

https://www.ibm.com/br-pt/cloud/watson-studio/details

https://www.npmjs.com/package/watson-developer-cloud