Uma mudança na forma da visão fornecedor-cliente pode definir futuro de crescimento ou fechamento de um empresa.

Muitas pessoas acreditam que UX Design está ligado diretamente a TI, mas esse é um mito que deve ser quebrado, a UX Design eleva o padrão de experiencia do usuário, podendo ser de um simples uso de um fósforo ou de um complexo sistema web.

O que é UX ?

User Experience, em português, experiência do usuário. Essa sigla referência o motivo, quem, como  e onde é utilizado um sistema ou objeto, que pode ser qualquer coisa.


“User Experience é tudo! É a forma com que você sente o mundo, é a forma como você experiencia a sua vida, é a forma como você experiencia um serviço, um aplicativo, um sistema de computador. Mas é um sistema. É tudo!”

— Don Norman, criador do termo “UX (User Experience)”

O objetivo principal é melhorar de forma continua a usabilidade e a experiencia que o usuário tem com o produto.

É importante ressaltar que UX Experience é uma área multidisciplinar que engloba conhecimentos de áreas diversas, então é muito comum ter conceitos de psicologia atrelado a tecnologia no momento da análise e da melhoria do produto que dever ser algo feito de forma continua.

UI Design ou UX Design?

Esses dois termos são suscetíveis a enganação e erros, acreditar que UX Design e a Interface do sistema estão ligados esta em partes correto, pois para ter uma boa experiencia, é necessário uma interface amigável.

Mas achar que UX Design é relacionado só a interface é um erro, quando falamos de interface, precisamos falar também de UI Design, que é responsável por toda a lógica visual do projeto. Como os elementos de interface são de fato algo muito importante para a experiência do usuário, podemos afirmar com propriedade que o UI Design é um dos muitos elementos que compõem o UX Design.

Usabilidade

A usabilidade é um ponto muito importante na UX, diferentemente do que as pessoas acreditam, ela não está só relacionada com a facilidade que o sistema traz, de fato esse é o ponto menos importante. O foco principal é como ele pode ser usado. Todo produto no mercado hoje em dia precisa de um motivo para existir, logo se ele não tem motivo ele desaparece.

Para ter um sistema de sucesso, o desenvolver ou engenheiro de software precisa usar a empatia para entender o usuário, o desenvolvedor precisa saber que o sistema é feito para uso do usuário. Uma técnica que pode ser usada é definir um avatar, que seria o tipo de usuário que vai usar o sistema, qualificações, idade, conhecimento. A partir dos dados coletados é possível criar um sistema de acordo com o perfil do usuário.

É importante ressaltar mais um vez que a interface também é importante, criar algo simples e intuitivo, que mostre onde o usuário está através de breadcrumbs ou um título que cada página é muito importante.
Mesmo após o sistema criado as melhorias nunca devem acabar, começar com o que tem é o indicado, mas aos poucos ir percebendo em qual nível está a experiencia do usuário,  e criar novas funções para facilitar o acesso a informação e a usabilidade do sistema.

Conclusão

User Design chegou a mercado como uma forma de reunir informações de todos os aspectos  entre a interação do usuário com a empresa, sistema ou produto. Ele sem dúvida estuda todas as maneiras de como deixar o usuário satisfeito de uma forma que atenda todas as necessidades e interesses do mesmo. Ressalto que a verdadeira experiência do usuário não é somente oferecer ao cliente o que ele quer, muito pelo contrário, o cliente normalmente não sabe o que procura, então é responsabilidade da empresa perceber da melhor maneira as necessidades reais do usuário e deixa-los satisfeitos com a experiência obtida.

Esse conceito de perceber a necessidade do cliente, sem que ele fale, ou mesmo saiba o que precise, deve ser feito levando em consideração aspectos como a facilidade de uso, eficiência e utilidade para propor a melhor solução para um determinado problema. Para resolver e criar soluções para o problema, é necessário que a empresa tenha uma visão ampla de todas as possibilidades e disciplinas que envolvem o problema.

Portanto, seguindo todas essas diretrizes, é possível trabalhar o lado emocional do usuário, melhorar a sua experiência com o sistema, e assim garantir o sucesso do projeto.

Fonte: https://www.raffcom.com.br/blog/o-que-e-ux-design/

Autor: Felipe Tartarotti