Microsoft Azure

O que é Microsoft Azure?

Microsoft Azure é a plataforma de computação híbrida na nuvem que roda junto aos DataCenters da Microsoft. Trata-se de um ambiente virtualizado que possibilita o provisionamento de recursos de infraestrutura.

Para que serve Microsoft Azure?

Os ambientes de computação em nuvem servem para que o cliente possa utilizar qualquer serviço computacional sem a necessidade de implantações em ambiente interno, sem a compra de licenças de ambiente server, sem a necessidade de preocupação com a compra de hardware. Este ambiente computacional é fornecido e pago pelo cliente conforme o uso dos recursos da plataforma, por exemplo: quantidade de dados trafegados, espaço em disco, dentre outros.

Quais são as outras opções de peso que o mercado disponibiliza?

Dentre as principais alternativas ao Microsoft Azure temos:

Prós Microsoft Azure :

  • Disponibilidade: A Azure oferece um sistema online 99,9% do tempo, sendo que existindo queda de ambiente a Microsoft reembolsa o cliente com os prejuízos, conforme contrato.
  • Desenvolvimento: Na parte de desenvolvimento, a plataforma suporta as linguagens .Net, PHP, Ruby, Python e Java. Para desenvolvedores .net existem plug-ins para integração azure x visual studio.
  • Custo: A percepção de que é um serviço caro é eliminada em alguns dias de uso para pequenas aplicações, pois alguns dos serviços são gratuitos.
  • Localização dos DataCenters: Os datacenters estão distribuídos em uma grande gama geográfica (inclusive Brasil). Isto facilita a velocidade de comunicação ponto a ponto. Dependendo do local armazenado o preço muda minimante.

Contras Microsoft Azure:

  • Custo: Para aplicações robustas o serviço é caro em relação as outras infraestruturas.
  • Gerenciamento: Necessita de grande intervenção no gerenciamento do ambiente, onde o usuário precisa constantemente avaliar os dados e tomar as medidas para garantir a eficiência do ambiente, diferentemente do AWS que possui mecanismos inteligentes para esta gestão.

Ranking:

Para evidenciar a evolução do Microsoft Azure, em 2013 o Gartner divulgou a lista dos melhores serviços de cloud e o Azure aparecia em sétimo lugar (publicação Gartner/ComputerWorld: http://computerworld.com.br/tecnologia/2013/01/25/os-10-melhores-provedores-de-armazenamento-na-nuvem-segundo-o-gartner)

Em 2016 Segundo IDC este ranking mudou e o Azure aparece em segundo lugar, atrás apenas da Amazon, ou seja, neste período o Azure se manteve em larga evolução. O IDC utiliza como métricas (relatórios financeiros e de pesquisa de mercado.
(Fonte:http://www.datamation.com/cloud-computing/slideshows/top-10-cloud-computing-companies.html)

Percepção no Uso:

Ainda não finalizamos o uso para este mês (11/2016), a primeira fatura não veio. Aparentemente o serviço do mês ficará por R$ 18,72. Onde a cobrança está direcionada para o uso do banco de dados relacional SQL Server, o limite do banco de dados é de 2Gb.

O serviço de uso para a aplicação web e firewall é gratuito. A velocidade de resposta dos webservices é muito boa e a configuração dos ambientes é muito simples, inclusive os menos experientes conseguirão montar sua estrutura sem problemas.

A plataforma suporta diversos idiomas (inclusive o português – brasil) e disponibiliza e a precificação em tempo real.

Tive um atendimento por telefone da Azure, na qual fui contatado para que fosse entendido as minhas necessidades e para que conseguisse ser orientado na montagem de nossas estruturas após o uso gratuito da plataforma.

Autor: Rafael Araujo Machado

Referências:
http://cloudcomputing.blog.br/windows-azure-o-que-e/

 

Sem comentários

Deixe uma resposta