O mundo dos jogos atrai milhares de pessoas em todo o mundo, sejam eles eletrônicos, de tabuleiro ou por atividades físicas. Este texto tem por objetivo, esclarecer o conceito de gamification, mostrar casos de aplicação, e entender como utilizar este método no meio empresarial, para ampliar o engajamento efetivo em atividades variadas.

O que é Gamification?

Gamification (gamificação) pode ser definido, de forma mais consistente, como sendo uma estratégia, apoiada na aplicação de elementos de jogos, para atividades non-game que é utilizada para influenciar e causar mudanças no comportamento de indivíduos e grupos (BUNCHBALL INC., 2010). Gamificação é um termo recente, mas a ideia de utilizar os mecanismos dos jogos para resolver problemas e aumentar o engajamento, existe há bastante tempo.

Na educação infantil, os professores utilizam, de uma vasta variedade de jogos para desenvolver uma experiência lúdica, e mais interessante para os alunos, na hora de aprender os números, letras e sílabas.

No meio empresarial, temos diversos casos de aplicação da gamificação, seguem alguns exemplos:

Programa de Milhas

As companhias aéreas, têm dificuldade em fidelizar o cliente, pois este, acaba buscando outras companhias devido ao baixo custo da passagem. Por isso, as companhias criaram o programa de milhas, onde a cada viagem, são acumulados pontos que são revertidos em descontos, nas passagens aéreas e outros benefícios.

Duolingo

A plataforma de ensino de idiomas, soma quase 6 milhões de downloads do aplicativo na loja Google Play. Os conteúdos são divididos em níveis, e para desbloquear os níveis mais avançados, o usuário deve somar pontos, completando os exercícios disponibilizados. Um ranking de classificação é montado a partir da lista de amigos que utilizam a plataforma.

Strava

As corridas, pedaladas e outras atividades físicas, têm sido mais competitivas com o uso do Strava. Além do aplicativo armazenar as informações de geolocalização, e performance do usuário durante a atividade física, os trajetos comuns entre os atletas são monitorados. Com esta informação a plataforma monta um ranking diário, semanal, mensal e geral de performance dos atletas. O usuário conquista troféus, na modalidade bronze, prata e ouro, caso supere suas marcas pessoais, ou supere marcas de outros usuários.

Isto é engajamento!

Os desafios impostos pelos games geram uma motivação intrínseca, ou seja, parte da própria pessoa envolvida na atividade.

O termo “engajamento”, em um contexto empresarial, indica a conexão entre o consumidor e um produto ou serviço. Não há uma métrica específica, que mensure suficientemente o engajamento, é melhor pensar em um conjunto de métricas (ZICHERMANN; CUNNINGHAM, 2011), são elas:

  • Recência;
  • Frequência;
  • Duração;
  • Viralidade;
  • Avaliações.

Para um engajamento mais significativo, uma combinação entre as métricas deve ser levado em consideração, conforme a necessidade do negócio. Por exemplo, para o Duolingo, são consideradas mais importantes a frequência e duração da atividade no aplicativo.

E agora, como “Gamificar”?

Para a implementar a gamificação, alguns atributos chaves podem ser levados em consideração:

  • Programas de pontuação
  • Leaderboards / painel com ranking
  • Feedback / divulgação dos méritos alcançados
  • Regras
  • Premiações / recompensas
  • Selos, adesivos e distintivos
  • Mudança de nível
  • Troféus

É possível encontrar exemplos de gamificação em aplicativos de produtividade, mídias sociais, sites colaborativos, campanhas de incentivo, ações de marketing e muito mais, sempre com o objetivo de envolver os participantes, gerar mais engajamento e produtividade.

O método de gamificação se mostra muito eficiente, através dos desafios impostos e recompensas, que motivam e engajam os usuários. É importante conhecer o negócio, para analisar e descobrir qual forma de engajamento é necessária, e aplicar os métodos de gamificação baseados nesta perspectiva.

Autor: Gabriel Susin

Referências

BUNCHBALL INC. Gamification 101: an introduction to the use of game dynamics to influence behavior. 2010. Disponível em: <http://jndglobal.com/wp-content/uploads/2011/05/gamification1011.pdf>. Acesso em: 28 abril. 2018.

ZICHERMANN, G.; CUNNINGHAM, C. Gamification by design. Sebastopol: O’Reilly, 2011.