Trabalhar com Big Data é retirar informações importantes para conseguir melhores resultados, a partir de uma gigantesca quantidade de dados de forma rápida e confiável.

Qualquer pessoa incrementa todos os dias centenas e centenas de informações novas em diversas redes sociais, documentos eletrônicos,blogs, lojas online, entre tantos outros. E o que as empresas fazem com estes milhares de dados? Praticamente nada. Porém com a Big Data isto mudou completamente, se quiseres aumentar a satisfação dos seu clientes e/ou fazê-los comprarem mais, são exatamente estas informações que devem ser analisadas.

Conforme Peter Norvig, o real diferencial está no que é considerado “lixo”, pois as informações mais valiosas estão no que ninguém dá atenção. A Amazon relatou que 98% das informações importantes para auxiliar no aumento das suas vendas são retiradas das pessoas que NÃO finalizam as compras no site, ou seja, eles analisam as informações de quem visitou o site, escolheu um produto, porém não finalizou a compra.

Devido ao grande número de informações que devem ser analisadas, pela necessidade de rapidez para encontrar estas informações valiosas, na veracidade dos resultados obtidos provenientes destas analises e pela variedade dos tipos de dados existentes, a Big Data é fundamental para muitas empresas. Explicando melhor, a Big Data baseia-se em cinco pontos, são eles:

  • Volume: devido ao grande número de informações geradas todos os dias;
  • Velocidade: pela ocorrência em tempo real;
  • Variedade: as informações estão dispostas nos mais variados formatos ( vídeos, fotos, sms, documentos eletrônicos e etc.), sendo que a maioria está na forma não estruturada;
  • Veracidade: ter certeza de que as informações são autenticas, para assim confiar nos resultados e auxiliar na tomada de uma decisão;
  • Valor: obter retorno com o uso destas informações provenientes da Big Data.

 

Outro ponto onde a Big Data pode ser utilizada é na segurança das informações da empresa. De acordo com a McAfee (na pesquisa “Needle in a Datastack”) as empresas que utilizam a Big Data para detectar violações de seus dados, conseguem detectar estas violações em questão de minutos. Para evitar a perda de informações importantes e/ou o vazamento, estes minutos são essenciais para minimizar os danos.

A aplicação da Big Data não limita-se nos pontos descritos anteriormente, também podendo ser utilizada em: tratamentos hospitalares, onde auxilia os médicos no tratamento de bebes prematuros, permitindo antecipar as possíveis ameaças a vida das criaças; na busca de pessoas com tendências suicidas, analisando mensagens em redes sociais e etc. Assim, mostrando-se uma ferramenta poderosa para o bem das pessoas e não somente de empresas, sendo necessário somente utiliza-la com esta finalidade.

Autor: Rafael Rossi